sexta-feira, 29 de maio de 2009

FIMT: Festival de Inverno Marcelo Torca.

Hoje há a necessidade de fazer música para ver e ouvir, o vídeo é uma realidade que não pode ser negada, algo diferente do tempo de Johann S. Bach e Vivaldi, onde para se ouvir uma música era necessário saber tocar ou ir ao teatro ou igreja, em apresentações musicais não havia tanto apelo ao visual, tanto que é comum na Música Clássica estar bem vestido e se preocupar mais com a técnica a ser executada. Isso está mudando, tanto que já há vídeos com interpretações de orquestras onde há uma preocupação em trabalhar a linguagem visual.É um campo a ser explorado, já que um vídeo não consegue substituir uma apresentação ao vivo, uma linguagem visual compensa essa ausência. Neste festival, há uma abertura para a divulgação de vídeos de Música Clássica, também abre espaço para declamação de poesias com fundo musical de Música Clássica.
A linguagem musical não pode ficar restrita ao som, como também é necessário fazer parcerias com outras artes, assim consegue atingir um público maior e de várias tendências, contribuindo com ideias e criatividade, fortalecendo caminhos diversos e amplos.Venha participar deste festival! A música no inverno soa bem, é aconchegante e primorosa. O inverno de Pauliceia, Brasil não é tão rigoroso, permitindo ficar mais confortável, isso é uma vantagem pois as mãos dos músicos não dão tanto trabalho para aquecer, isso facilita o desenvolvimento musical.A Música de Câmara fica mais forte, o espaço é adequado a esta formação, é um lugar propício para o desenvolvemento e audição das obras musicais de Câmara, onde pode-se também interagir com o público. É fundamental que o músico de hoje escreva partituras, isso significa conseguir manter a música viva. Tocar a música ao vivo é outra forma de conquistar públicos diferentes e mostrar com detalhes a maneira da execução, com esta mentalidade este Festival de Inverno abre espaço para apresentações musicais da Música Clássica, ajudando a divulgar a música tocada e a música escrita.
Com a internet é muito rápido enviar uma música para qualquer parte do mundo, mas aidna não é tão fácil qualquer pessoa viajar por qualquer parte do mundo, talvez algum dia seja possível viajar como os e-mails, mas no momento isso não é possível. Apresentar a partitura neste festival é levar ao conhecimento de público, compositores distantes da cidade do evento, essa é uma boa vantagem.

http://festivaldeinvernomarcelotorca.blogspot.com